Vitória na Libertadores não pode iludir o Flamengo

É preciso ter calma e acima de tudo agir com a razão e não com a emoção. A vitória sobre a LDU não quer dizer que tudo esteja bem no Flamengo. Além disso, o início de Libertadores ainda é ilusório. O time venceu as duas partidas que disputou até o momento, mas está longe de convencer o torcedor.

É frustrante ver a forma como o Flamengo vem atuando nesta temporada. Abel Braga errou mais uma vez na escalação. Aliás, ele ainda não conseguiu encontrar o Flamengo ideal. Colocar Diego de início talvez seja o maior pecado do técnico. O camisa 10, tecnicamente falando, segue sendo o pior jogador do time.

Everton Ribeiro, Gabriel Barbosa e Fernando Uribe garantiram a vitória sobre os equatorianos. O time, no entanto, segue sem saber jogar de forma ofensiva. O Flamengo pareceu exposto demais pra uma equipe treinada por um cara como o Abel. É duro? Muito duro, porque a cobrança no Flamengo é assim. Aliás, é triste ver Arrascaeta e Piris da Motta esquentando o banco de reservas.

O que não dá é achar que a partir de agora tudo está certo, que Willian Arão é gênio, que Pará é craque, que o time ideal foi encontrado, que a zaga é a melhor do mundo e que o Flamengo será campeão da Libertadores.

Não dá para acreditar neste Flamengo. Com esta formação, passou sufoco contra o Bangu, Resende e Fluminense pelo Campeonato Carioca. Nesse ínterim, Abel Braga sempre deixou claro nas entrevistas coletivas que o time ainda está em formação. Mas, a vitória sobre a LDU não desmentiu o treinador.

E sigo dizendo…

A realidade mostra que o Flamengo não é o melhor nem pior que ninguém na Copa Libertadores da América. Talvez, na média, igual aos principais concorrentes ao título do torneio.

Fato é que no segundo grande teste desta temporada, o Flamengo venceu, mas não convenceu. O time mostrou na prática que ainda tem muito o que evoluir. O trabalho precisa seguir naturalmente, sem cobranças e sem pressão. Abel, entretanto, sabe que precisa fazer o time dar liga.

A cobrança sempre irá existir, afinal de contas trata-se de Flamengo, mas a razão tem que prevalecer.

CURTINHAS:

PAREDÃO: Diego Alves atravessa um grande momento no Flamengo. Depois da atuação de gala na estreia, o jogador repetiu a dose defendeu o pênalti de Intriago em momento que a LDU era melhor na partida. O mérito, inclusive, precisa ser dividido com Abel Braga que conseguiu recuperar o goleiro para o elenco.

DE TERNO: Everton Ribeiro fez uma partida irretocável contra a LDU. É dinâmico, cria jogadas e aparece para finalizar. Ele é um jogador completo. Papo reto? Para mim, é disparado o melhor jogador do Flamengo na atual temporada.

REFLEXÃO: Trauco entrou em campo desligado contra a LDU. Ele vacilou, foi imaturo e fez um pênalti desnecessário no fim da partida. O peruano podia dar a mão para Rodinei e meter o pé para bem longe do Flamengo.

SEMPRE CORNETEI: Contra a LDU, Diego fez outra péssima partida pelo Flamengo neste ano. Ele não merece ser o camisa 10 e nem o capitão do time. Não consegue ser vertical e mata o rimo da equipe. O balãozinho na entrada da área no final da partida, que deixou Trauco na fogueira, mostrou a falta de seriedade de Diego. Aliás, ele é um dos jogadores mais hipervalorizados do Flamengo.

NUNCA CRITIQUEI: Doeu para caramba escrever isso: “Willian Arão jogou muito contra a LDU.”

Deixe uma resposta