Semana cheia de trabalho é o trunfo do Botafogo para se manter vivo no Carioca

Joel Silva

, Botafogo

Com apenas 5 pontos na classificação geral, o Botafogo vai precisar vencer a Taça Rio para se manter vivo na disputa pelo título Carioca. Afinal de contas, está 11 pontos atrás do Volta Redonda, tendo apenas mais 12 em disputa. Portanto vai precisar vencer os 4 jogos que faltam: Madureira, Fluminense, Portuguesa e Americano.

A primeira “decisão” é contra o Tricolor Suburbano, na próxima segunda-feira (11), no Nilton Santos. Além do mais, a própria classificação para a semifinal da Taça Rio está a perigo. Isso porque o Glorioso está em 4º, com apenas 1 ponto, 5 atrás da Cabofriense e Flamengo. Para o atacante Rodrigo Pimpão, enquanto houver chance, o Botafogo precisa acreditar.

“Não podemos nos abalar, abaixar a cabeça. Estamos em duas outras competições e ainda temos chance no Campeonato Carioca”.

A semana cheia para treinamentos é um bom presságio para que o Botafogo consiga as vitórias. Na última vez que o técnico Zé Ricardo teve tempo de sobra para preparar o time, o Alvinegro engatou uma sequência de três vitórias. Venceu o Defensa y Justicia duas vezes pela Copa Sul-Americana e o Campinense, na Copa do Brasil. Essas partidas têm em comum o fato de serem disputas de mata-mata. Agora o foco é passar o foco e a concentração para os jogos que valem 3 pontos.

Gatito é dúvida

O goleiro Gatito Fernandez machucou um dos dedos da mão, no treinamento de ontem e passa a ser dúvida para o jogo contra o Madureira. O jogador vai ser avaliado pelo departamento médico para saber a gravidade da lesão. Caso não tenha condições de jogar, Diego Cavalieri, que fez a sua estreia pelo Botafogo na derrota para o Volta Redonda, vai ser mantido. Dependendo da gravidade da lesão, Gatito pode ficar de fora dos amistosos do Paraguai, contra o Peru (22) e México (26).

Deixe uma resposta