Gatito tem lesão no dedo constatada e pode ficar um mês fora

Zé Ricardo terá um grande problema no Botafogo. O paraguaio Gatito Fernández realizou um exame de imagem e foi constatada uma fratura em um dedo da mão direita do goleiro. A tendência é que o atleta fique fora de combate durante um mês. A informação foi divulgada pela TV Bandeirantes e pelo site Globo Esporte. Sendo assim, o arqueiro Diego Cavalieri, que estreou na meta alvinegra na derrota por 1 a 0 contra o Volta Redonda, no último sábado, siga como o titular da posição.

O Departamento Médico do Glorioso tentará acelerar a recuperação de Gatito, para que o goleiro não perca os amistosos da Seleção Paraguaia contra Peru e México, nos dias 22 e 26 deste mês, respectivamente.

Nas atividades realizadas na tarde desta quarta-feira (6), no Estádio Nilton Santos, Gatito Fernández treinou com luvas. No entanto, o trabalho do atleta foi bem restrito, utilizando apenas os pés e a cabeça.

 Dos 11 jogos do Botafogo na temporada, Gatito Fernández participou de dez. Foram cinco na Taça Guanabara; dois na Sul-Americana; dois na Copa do Brasil e uma na Taça Rio.

Diego Cavalieri

Diego Cavalieri, até receber a chance de atuar contra o Volta Redonda, no último sábado, Diego Cavalieri não jogava desde o dia 3 de dezembro de 2017, quando ainda estava no Fluminense. O atleta chegou a passar pelo Crystal Palace, da Inglaterra, mas não teve chances. Deixou a terra da Rainha em julho e ficou parado até ser contratado pelo Glorioso.

Em sua primeira partida com a camisa alvinegra, não foi muito exigido. No tento da vitória do Voltaço, não teve culpa, pois foi uma bola indefensável. O experiente arqueiro, de 36 anos, chegou a fazer uma grande defesa no fim. Até o momento, o Botafogo tem quatro partidas confirmadas para o mês de março, todas pela Taça Rio. Contra Madureira (11), Fluminense (17), Portuguesa (21) e Americano (24).

Deixe uma resposta