Com gol marcado, Rossi coloca dúvida na cabeça de Valentim

Joel Silva

, Vasco

Após marcar o primeiro gol com a camisa do Vasco, Rossi é só felicidade. O reencontro com as redes aconteceu no seu quarto jogo pelo Cruzmaltino, dando a entender que o ano vai ser bem melhor do que foi 2018. Pelo Internacional, Rossi marcou o primeiro e o único gol na sua 7ª partida. Depois entrou em campo outras 23 vezes, mas passou em branco. Com o fim do jejum, o atacante retomou a confiança e a tendência é de que evolua ainda mais.

Contra o Boavista, Rossi foi titular na vaga de Yago Pikachu, que é o vice-artilheiro do Vasco em 2019 com 3 gols. O próximo compromisso é um clássico diante do Flamengo. Dor de cabeça boa para o técnico Alberto Valentim. No aspecto da rivalidade, Rossi se mostrou pronto para se manter no time. Afinal de contas, tem a experiência de ter vivido um Gre-Nal.

“Fizemos um grande jogo diante do Boavista. Eu vim do Internacional e a rivalidade com o Grêmio lá é muito grande. Já dá pra sentir a rivalidade do Vasco com o Flamengo. É um clássico que derruba treinador, dirigente e jogador. É preciso estar muito focado”.

Dificilmente o Vasco vai jogar contra o Flamengo com a mesma escalação que derrotou o Boavista. Contra a equipe de Saquarema, Valentim foi ousado e mandou a campo um time com apenas um volante. No entanto, para Rossi, o Vasco fez a sua melhor partida na temporada.

“Sem dúvida, o professor foi ousado, colocou o time para frente. Foi uma das nossas melhores partidas. O time já estava montado quando entrei. Quando o time está encaixado fica fácil de jogar com jogadores como o Bruno César, que enfiou a bola, o Marrony, os dois zagueiros. Fica mais fácil de se adaptar”.

Deixe uma resposta