“Não tiramos o pé”, diz Abel Braga

Paulo Chagas

, Flamengo

O Flamengo segue invicto na Taça Rio. Com duas vitórias e sete gols, em seis jogos, o Rubro-Negro é líder do Grupo C, no segundo turno do Campeonato Carioca. Entretanto, isso não impede as críticas ao rendimento da equipe. Nas redes sociais, muitos torcedores questionaram a queda do ritmo do Flamengo durante a partida contra a Portuguesa, na última quinta-feira (28).

Após abrir 2 a 0, nos primeiro cinco minutos, o Flamengo diminuiu a pegada e passou a controlar mais a partida. A postura incomodou a torcida, que chegou a chiar em alguns momentos do jogo. Entretanto, Abel Braga nega que o Rubro-Negro tenha tirado o pé. Para o treinador, a equipe teve que se adaptar à formação da Portuguesa, para conseguir o resultado. Além disso, o técnico acredita que a atuação flamenguista foi convincente.

“A gente não tirou o pé. É porque o adversário veio com três zagueiros, um deles individualizado com o Bruno Henrique, enquanto os outros dois alternavam pra marcar o Gabriel. Mas o legal é que conseguimos duas roubadas de bola que nos renderam dois gols. Além disso, tivemos outras oportunidades. Só que no segundo tempo, houve uma queda de ritmo normal. Eles ainda tiraram um dos zagueiros e colocaram um atacante. Acho que vencemos de maneira convincente”, afirmou Abel Braga.

Estilo vem sofrendo críticas

Não é a primeira vez que Abel Braga é criticado pela torcida, por conta da postura do Flamengo em campo. A derrota para o Fluminense, com a equipe rubro-negra tendo menos posse de bola, causou incomodo nos flamenguistas. Mesmo que tivesse um time mais qualificado, o Flamengo tentou jogar no contra-ataque, para neutralizar o estilo de jogo tricolor.

Agora, todos os olhos estão voltados para como o Flamengo vai entrar em campo nesta terça-feira (05). Afinal, é o dia da estreia rubro-negra na Copa Libertadores da América. O Mais Querido, enfrenta o San José, às 19h15, horário de Brasília. As duas equipes duelam no Estádio Jesús Bermúdez, em Oruro, na Bolívia.

Deixe uma resposta