“Flamengo traz glamour para o beach soccer”, diz defensor rubro-negro

Nesta quarta-feira (27), começa o Mundialito de Futebol de Areia de 2019. O torneio, realizado em Moscou, conta com a participação de sete equipes europeias mais um representante da América do Sul. Mesmo que não tenha ganhado nem a Copa do Brasil de Clubes, nem a Libertadores, o Flamengo foi convidado para a disputa do torneio. E um dos principais nomes da equipe é o experiente defensor Gil.

Aos 36 anos, Gil tem passagens pelo Vasco e pelo futebol de areia russo, considerado um dos melhores da atualidade. Um dos líderes da equipe rubro-negra, o jogador afirmou, em entrevista exclusiva ao Esporte 24 horas, que o Flamengo está preparado ao Mundialito de Clubes. Mesmo que a equipe tenha perdido jogadores para times europeus, Gil crê que o Rubro-Negro está pronto para brigar pelo título.

“O time do Flamengo vai chegar bem preparado. Apesar de termos perdido jogadores para a Europa, para times com poderio financeiro maior que o nosso. São equipes que já tem estrutura profissional, em que o clube abraça realmente o Beach Soccer. Tenho certeza que vamos chegar nesse patamar com o Flamengo. Mas nós vamos chegar com muita vontade e empenho para conquistar esse Mundial”, disse Gil.

Flamengo pode ajudar a recuperar popularidade do esporte

Equipe de beach soccer do Flamengo

Equipe de beach soccer do Flamengo volta a disputar o Mundial de Clubes depois de dois anos (Foto: Divulgação | Alysson Domingues)

O beach soccer foi uma das grandes atrações esportivas nas décadas de 90 e 2000. Entretanto, a modalidade perdeu força na mídia nos últimos anos. Agora, com o fortalecimento dos clubes e dos campeonatos nacionais e internacionais, Gil acredita que esse panorama possa mudar. Para o defensor, o Flamengo é peça importante para alavancar o patamar da modalidade. Além disso, por ser um time de massa, Gil acredita que o Rubro-Negro possa arrebatar um novo público para a modalidade.

“O Flamengo estando nas competições sempre tem um glamour a mais. A volta do Flamengo ao Brasileiro trouxe outros ares, tanto de competitividade quanto de rivalidade para o Rio de Janeiro. Foi um grande atrativo para as mídias em geral. O Flamengo estando nas competições tanto dentro, quanto fora do Brasil tem um charme especial. E o nosso objetivo é trabalhar isso da melhor forma. Para que a gente possa alavancar esse link entre transmissões, público e o beach soccer brasileiro, que está um pouco apagado na mídia”, concluiu Gil.

Contando com o apoio da torcida, o Flamengo estreia no Mundialito de Beach Soccer, nesta quarta-feira (27), às 19h, horário de Brasília, contra o Spartak Moscou-RUS. O Rubro-Negro caiu no Grupo A da competição. Além do Mais Querido e dos moscovitas, Bate Borisov-BIE e Sporting-POR também brigam por vaga nas semifinais da competição.

Quem são os culpados pela tragédia no CT do Flamengo?