Werley assume o favoritismo do Vasco mas avisa: “futebol se resolve dentro do campo”

Joel Silva

, Destaque, Vasco

O Vasco encerrou a sua preparação para a partida contra o Serra, nesta quarta-feira (20), no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica-ES. O jogo, válido pela segunda fase da Copa do Brasil, é tratado com toda a seriedade que merece, principalmente após o jogo contra o Juazeirense, no qual o Cruzmaltino quase foi eliminado. O zagueiro Werley reconheceu que o favoritismo é do Vasco, mas afirmou que o jogo é decidido dentro de campo.

“A gente tem que assumir o nosso favoritismo, mas nós sabemos que futebol se resolve dentro do campo. Sabemos que o Serra tem uma grande equipe, mas vamos procurar nos impor, procurando fazer o que fizemos nos jogos anteriores para que possamos sair daqui classificados, que é o nosso objetivo”.

Diferentemente da primeira fase, o Vasco não conta com a vantagem do empate, o que dificulta ainda mais o confronto. No entanto, para Werley, isso não muda nada para o time, que vai entrar para tentar vencer o jogo.

“O empate não classifica ninguém. Então a gente veio para vencer o jogo já que o empate leva para os pênaltis. Independente se a gente tivesse ou não o resultado a nosso favor, a gente entra para ganhar. Nós estamos bem no Carioca, passamos da primeira fase da Copa do Brasil e amanhã é um jogo decisivo”.

Assim como foi para o Juazeirense, a partida para o Serra é considerada a mais importante do ano e na avaliação do Werley, para o Vasco também é.

“É o jogo da vida do Serra, mas também é o nosso. Então temos que nos impor e sair daqui classificado para dar sequência a competição que é tão importante para o clube”.

Apoio da torcida

A torcida do Vasco deu novamente um show no desembarque da delegação em solo capixaba. Para o zagueiro Werley, esse apoio é fundamental para que o Cruzmaltino vença a partida diante do Serra.

“Nossa torcida é espetacular. Foi assim em Juazeiro e tenho certeza que será assim aqui no Espírito Santo. Outros jogadores já vieram aqui com o Vasco e falaram que aqui tem muito torcedor. Sempre que o Vasco vai jogar, o estádio fica cheio e é importante contar com esse apoio. No domingo depois que a torcida chegou, mudou o clima, torcida empurrou o time. Então é uma torcida que faz a diferença e a gente fica feliz em tê-la do nosso lado”.

Qualidade do gramado

O Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, está com o gramado em ótima condição, o que tranquiliza o elenco vascaíno. Werley afirmou que as dificuldades encontradas no jogo contra o Juazeirense já não vão acontecer na partida contra o Serra.

“Com certeza facilita muito já que o nosso jogo é de posse de bola. Contra o Juazeirense fomos muito prejudicados. Não conseguimos fazer o que o Alberto Valentim nos pede. Mas o importante foi sair de lá classificado. Amanhã será em um campo totalmente diferente, que vai nos dar condições de propor o jogo. Então a gente está esperançoso para fazer uma grande partida para sair de campo classificado”.

O adversário

O Serra é um desconhecido para o grande público do futebol e também para quem está dentro da profissão. Perguntando sobre as qualidades do adversário, Werley não conseguiu dar tantas informações sobre o Serra.

“A gente sabe que se trata de um time bem organizado. Um camisa 10 inteligente, um atacante chato, alto. Tem outras qualidades também, mas temos que nos impor. Temos o objetivo de conquistar esse torneio. Portanto precisamos passar do Serra e vamos fazer de tudo para sair daqui classificado”.

Proximidade do Rio

Para chegar na segunda fase da Copa do Brasil, o Serra eliminou o Remo, do Pará, poupando o Vasco de uma grande viagem até o Norte do país. Com isso os jogadores terão um desgaste menor entre uma partida e outra. Para o Werley, essa questão foi fundamental, principalmente por conta da maratona de jogos.

“Sim, ficou perto, apenas uma hora de voo. É sempre bom estar mais próximo de casa, com um jogo atrás do outro. Jogamos amanhã e no final de semana já tem outro, um clássico. Mas o importante é vencer amanhã e a partir de quinta-feira pensamos no Botafogo. Como são muito jogos, é bom continuar vencendo para aumentarmos a nossa confiança e a do nosso torcedor”.

Com festa, Vasco desembarca no Espírito Santo para o jogo da Copa do Brasil