Defensa y Justicia perde jogador importante para decisão contra o Botafogo

Assim como o Botafogo, que não poderá contar com o zagueiro Joel Carli, que sofreu uma entorse no joelho direito contra o Campinense, na última quarta-feira, e terá que passar por uma artroscopia, o Defensa y Justicia também terá um importante desfalque para o jogo de amanhã, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Norberto Tomaghello, na Argentina. O atacante Gastón Togni, titular absoluto da equipe comandada pelo técnico Sebastián Beccacece, rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo no último sábado, na etapa inicial do duelo com o Gimnasia, pela Superliga Argentina. O jogador pode ficar fora de combate por seis meses.

Na partida de ida, vencida pelo Botafogo por 1 a 0, no Estádio Nilton Santos, com um gol de Erik aos 48 minutos do segundo tempo, Gastón Togni foi poupado, ficou no banco de reservas e não foi utilizado. A tendência era que o jogador fosse titular na partida desta quarta-feira (20), já que o Defensa y Justicia precisa do resultado para avançar na Copa Sul-Americana.

Gastón Togni

Gastón Alberto Togni, de 21 anos, pertence ao Independiente. O jogador chegou ao Defensa y Justicia, por empréstimo, no dia 6 de julho do ano passado e tem contrato válido até final de junho de 2019.

Pelo Defensa y Justicia, na temporada 2018/2019, Gastón Togni atuou em 18 partidas, todas como titular, somando 1482 minutos em campo. Os jogos que o atleta esteve em campo foram válidos pelo Campeonato Argentino. O jogador balançou as redes em três oportunidades e distribuiu uma assistência.

Defensa y Justicia

O Defensa y Justicia vem fazendo excelente campanha no Campeonato Argentino. O clube está na vice-liderança, com os mesmos 45 pontos do líder Racing. No entanto, tem uma vitória a menos. Em 19 partidas disputadas até o momento, acumula 13 triunfos, seis empates e nenhuma derrota. A equipe comandada por Sebastián Beccacece marcou 27 gols e sofreu 11.

Zé Ricardo confirma Carli fora e Valencia entre os relacionados para jogo com o DYJ