Apesar do custo reduzido, Vasco teve prejuízo no Maracanã

Joel Silva

, Vasco

Mesmo com a FERJ abrindo mão das taxas e com o Maracanã não cobrando o aluguel, a partida de ontem entre Vasco e Resende, deu prejuízo financeiro de R$ 71.310,80. O Vasco vai arcar com R$ 28.524,32. Já o Resende levou a pior e vai ter que pagar R$ 42.786,48. A divisão das despesas está previsto no Regulamento Geral das Competições e prevê que o perdedor fique com 60% do prejuízo. Por isso o Gigante do Vale ficou com a maior parte conforme explica o documento:

Art. 77 – O déficit eventualmente apurado no borderô das partidas será coberto pela associação
mandante, salvo nos casos de renda dividida, caso em que ambas as associações arcarão com o
eventual déficit, no prazo e sob pena do estabelecido no parágrafo primeiro do artigo 75, podendo a
FERJ debitar ao(s) clube(s) o correspondente montante que couber a cada um, estabelecendo prazo
para a devida quitação, deduzir da renda líquida futura de qualquer associação, débitos ou parte de
débitos de jogos anteriores, ou ainda deduzir de créditos do clube, de qualquer natureza.

§1º – Em partidas que envolvam qualquer um dos chamados clubes grandes (Flamengo, Vasco,
Fluminense e Botafogo) jogando com os demais como visitante, o déficit será suportado por ambos
os clubes, na proporção de 60% (sessenta por cento) para o perdedor, 40% (quarenta por cento) para
o vencedor e 50% (cinquenta por cento) para cada um, em caso de empate, salvo disposição diversa
no REC ou acordo entre as partes, homologado pela FERJ;

A renda de R$ 226.080,00 não foi o suficiente para pagar as despesas, que ficou em R$ 297.390,80. Mesmo com um estádio vazio, R$ 170 mil foram gastos com despesas operacionais do estádio. O segundo maior gasto foi com os ingressos promocionais de camarote, dando uma despesa de R$ 25.360,00. Ao todo 634 pessoas entraram no Maracanã com esse bilhete, que custa R$ 40.

Apesar do risco de temporal, torcedores compareceram ao Maracanã. Público foi um pouco maior do que 9 mil. (Foto: Rafael Ribeiro | Vasco)

Prefeitura do Rio interdita o CT do Almirante e Vasco treina em São Januário