Ex-Vasco, atacante Sabão do Resende confia na zebra

Joel Silva

, Destaque, Vasco

O Resende quer fazer história. Para isso precisa passar pelo Vasco na semifinal da Taça Guanabara. A confiança está nas boas atuações contra os outros grandes da competição. Na primeira fase empatou com o Flamengo em 1 a 1 e venceu o Botafogo por 1 a 0. A partida será por si só muito importante. No entanto, para o atacante Sabão, o jogo terá um sabor ainda mais especial. O jogador teve uma passagem rápida pelo Vasco em 2015, porém nem sequer chegou a ser relacionado. Em entrevista exclusiva ao Esporte 24 Horas, o jogador conta sobre sua passagem no Cruzmaltino.

“Foi uma experiência que serviu como aprendizado. Infelizmente não deu certo, fiquei triste com isso, mas estou trabalhando para que outras oportunidades possam surgir novamente. Eu projeto ir mais uma vez para uma equipe grande e fazer deslanchar definitivamente a minha carreira. Estou batalhando muito para que isso aconteça e acredito demais no meu potencial”.

Ao tentar explicar a falta de oportunidades, Sabão afirmou não saber  o motivo e rechaçou qualquer tipo de complô por parte do elenco. O jogador aproveitou para contar uma passagem de destaque em um treino do Vasco.

“De forma alguma fui mal tratado. Pelo contrário, fui muito bem recebido por todos. Companheiros, comissão técnica e dirigentes. Certa vez, num coletivo, eu marquei um lindo gol e ainda dei uma bela assistência. Tudo isso testemunhado pelo técnico Celso Roth e pelo presidente Eurico Miranda”.

Pensamento no presente

Deixando o passado vascaíno de lado, Sabão espera que o Resende possa superar o Gigante e destaca os pontos fortes da equipe.

“A expectativa é a melhor possível. Jogar uma partida decisiva, contra um clube da dimensão do Vasco, num estádio como o Maracanã é algo fantástico e que pode até mesmo mudar a carreira de um atleta. Não há um fator em especial, mas destaco a nossa união. Desde o início da seletiva é perceptível que todos os integrantes desse grupo trabalham pelo objetivo coletivo, nunca o individual”.

Sabão afirmou que jogar no Maracanã é um fator positivo para o Resende. Para ele, o Vasco é bem mais forte atuando em São Januário

“Muda bastante jogar no Maracanã. Sabemos da força que o Vasco tem em São Januário e é sempre muito difícil ter um resultado positivo quando os enfrentamos lá”.

Confiança na zebra

O Resende surpreendeu a todos quando chegou à semifinal da Taça Guanabara, principalmente por ter disputado a Seletiva. Entretanto, para o atacante Sabão, foi justamente o acúmulo de jogos que fez o time estar jogando bem na competição.

“Sempre achamos que era plenamente possível, já que por termos vindo da Seletiva, jogamos cinco partidas a mais que nossos concorrentes e isso nos daria um ritmo que eles não teriam. Não estamos surpresos”.

Invicto contra os grandes na competição, com um empate (1 a 1 contra o Flamengo) e uma vitória (1 a 0 sobre o Botafogo), Sabão entende as dificuldades da partida, principalmente pelo Vasco ter a vantagem do empate. Soma-se a isso o fato do Cruzmaltino ter a melhor defesa, com apenas 2 gols sofridos. Apesar de todas as dificuldades, Sabão crê que o Resende possa surpreender.

“Todos sabem que o nosso momento é muito especial. Temos condições de ir ainda mais longe. Eles possuem a defesa menos vazada do torneio e isso se deve certamente pela qualidade dos jogadores e do sistema defensivo utilizado. Será um duelo muito difícil”.

Valentim minimiza temporal e confirma Werley contra o Resende