Autoridades inspecionam Ninho do Urubu

Como acordado na última segunda-feira (11), uma equipe do Ministério Público do Rio de Janeiro realizou uma inspeção no centro de treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, na manhã desta terça (12). A ação contou também com a presença de fiscais da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros, do Ministério do Trabalho e Emprego, da Defensoria Pública e da Secretaria de Urbanismo.

O grupo foi ao Ninho do Urubu para definir se o centro de treinamento do Flamengo será ou não interditado. Nenhum dos fiscais deu um parecer sobre o local. Entretanto, membros da diretoria rubro-negra devem se encontrar novamente com as autoridades, nesta sexta-feira (15).

Logo depois da perícia, uma equipe de peritos da Polícia Civil voltou ao Ninho do Urubu. De acordo com as autoridades, o grupo foi fazer uma perícia mais aprofundada no local do incêndio. Enquanto os peritos inspecionavam o centro de treinamento do Flamengo, a equipe principal treinava em um dos campos do Ninho do Urubu.

O Flamengo enfrenta o Fluminense nesta quinta-feira (14), pela semifinal da Taça Guanabara. O Rubro-Negro enfrenta o Tricolor, no Maracanã, às 20h30, horário de Brasília. Como foi líder do Grupo C, na fase de grupos do primeiro turno, o Mais Querido avança à decisão com um empate.

Incêndio matou 10 pessoas

O Centro de Treinamento George Helal, o Ninho do Urubu, sofreu um incêndio por volta das 5h, horário de Brasília. De acordo com testemunhas um dos ares-condicionados do alojamento das categorias de base pegou fogo, consumindo todos os quartos. 10 pessoas morreram e outras três ficaram feridas.

Dos três sobreviventes, apenas Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, recebeu alta. Francisco Dyogo Bento Alves e Jonatha Cruz Vieira seguem internados no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, e no Hospital Muncipal Pedro II, em Santa Cruz, respectivamente. Os dois seguem tratando problemas respiratórios.

POR: PAULO CHAGAS

Diego se emociona com tragédia no Ninho e afirma: “Seremos inspiração”