Torcidas do Flamengo fazem abraço simbólico em homenagem às vítimas de tragédia

O incêndio ocorrido no Ninho do Urubu, CT do Flamengo, em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, segue causando comoção. Torcidas organizadas do Rubro-Negro, que fizeram um abraço simbólico e homenagearam as vítimas na Gávea, estivem no Maracanã na manhã deste domingo (10) para repetir o gesto ao redor do gramado do principal palco das partidas do clube.

Ontem, no abraço ao clube na Gávea, a rivalidade foi deixada de lado. Torcedores de outros times compareceram e foram bem recebidos pelos flamenguistas. O Espaço Rubro-Negro aproveitou o clima favorável e fez convite para acabar com a violência nos estádios e pedir mais atitudes boas com as torcidas rivais. O estabelecimento também chamou os rubro-negros para cumprimentarem pessoas com camisas de outros clubes e continuar apoiando o Flamengo.

Homenagem na reabertura do velódromo olímpico

Após cerca de três meses de reparos, o velódromo do Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, foi reaberto neste domingo (10). Antes de começar as competições do Circuito Mineirinho de jiu-jitsu e do Grand Slam de taekwondo, o segundo válido na contagem de pontos para a formação da seleção brasileira permanente em 2019, houve um minuto de silêncio e orações em homenagem aos 10 atletas das categorias de base do Flamengo, mortos na última sexta-feira, no incêndio no CT Ninho do Urubu.

“Neste momento importante de reabertura do velódromo, com vários lutadores de jiu-jitsu participando deste circuito de competições e ciclistas treinando na pista olímpica, fazemos esta homenagem aos atletas de base do Flamengo, que foram vítimas do incêndio no alojamento, e prestamos solidariedade aos familiares”, declarou Marco Aurélio Vieira, secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

Flamengo informa que todas as vítimas da tragédia foram identificadas