Prefeitura diz que Vasco e Fluminense não têm alvará; clubes se defendem

, Fluminense, Vasco

A Prefeitura do Rio abriu a “caixa de pandora do alvará” dos Centro de Treinamentos dos clubes carioca após a tragédia que terminou com a morte de dez jovens no Ninho do Urubu. Segundo a Prefeitura, Vasco e Fluminense também têm problemas com a documentação dos CTs.

De acordo com  o GloboEsporte, o Flamengo já se livrou de “quase 30 autos de infração” por falta de alvará. No entanto, eles informaram também que não existe sequer pedido de alvará para o CT do Almirante, do Vasco, e do CT Pedro Antônio, do Fluminense.

Ainda assim os clubes se defenderam, mas a Prefeitura afirmou que irá tomar as “devidas medidas legais” em relação aos CTs.

Centro de Treinamento do Almirante, do Vasco

Centro de Treinamento do Vasco não tem pedido de alvará, segundo Prefeitura. (Foto: Rafael Ribeiro | Vasco)

A Prefeitura informou que o clube não pediu o licenciamento de edificações e, menos ainda, o alvará de funcionamento. Uma fiscalização será realizada no CT e serão tomadas as “devidas medidas legais”.

Confira a nota:

“1) Do ponto de vista da área de urbanismo, não existe registro de pedido de licenciamento para edificações. O que existe é um pedido de licenciamento de um loteamento, de 2014.

2) Do ponto de vista de alvará, não há registro de pedido de alvará para a unidade. Por conta disso, a Secretaria Municipal de Fazenda decidiu acionar as gerências responsáveis para realizar fiscalização e tomar as devidas providências legais”.

Por fim, o Vasco respondeu por meio de nota.

“O Club de Regatas Vasco da Gama informa que seu CT funciona apenas como local de treinamento e não tem alojamentos”.

Centro de Treinamento Pedro Antônio, do Fluminense

Ainda assim clube utiliza espaço do CT Pedro Antonio para realizar os treinamentos. (Foto: Divulgação | Fluminense)

Mas a situação do Fluminense não muito diferente da do clube cruz-maltino, segundo a Prefeitura. O clube também não possui pedido de alvará de funcionamento registrado.

Confira a nota:

“1)Existe registro de licença de obras, com validade até 23/10/2019;

2) Do ponto de vista de alvará, não há registro de pedido de alvará para a unidade. Por conta disso, a Secretaria Municipal de Fazenda decidiu acionar as gerências responsáveis para realizar fiscalização e tomar as devidas providências legais”.

No entanto, o Fluminense ainda não respondeu o pedido de nota conforme pedido pelo Esporte 24 Horas.

Fabricante afirma que Fla era responsável pela segurança de contêineres