Dirigente desmente patrocínio bilionário do Fla

, Flamengo

Além de buscar reforços, Flamengo também negocia por patrocínios. Atualmente, o clube conversa sobre uma possível renovação com a Caixa Econômica Federal. Mas também não descarta novas opções. Aliás, nesta semana, foi noticiado que o clube negocia com mais de 60 empresas. Por isso, a especulação ficou forte. Nesta quinta-feira, surgiu nas redes sociais um texto que “revelou” um suposto patrocínio chinês de 1 bilhão de dólares.

Diante dos valores, não demorou para a informação viralizar. Segundo a publicação, Flamengo estaria por detalhes de acertar com a empresa Alibaba. Atualmente, a organização é patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos. Aliás, o post revelava que as partes fecharia um contrato de exclusividade por 10 anos. Durante o vínculo, uma arena com capacidade de 65 mil pessoas seria construída. Além disso, haveria um investimento anual de 80 milhões de dólares.

Analisando todos os valores, o acordo seria algo impactante dentro do cenário nacional. No entanto, o clube resolveu acalmar os torcedores. Em contato com Esporte 24 Horas, Gustavo Oliveira, VP de Marketing do Flamengo, foi cirúrgico nas palavras: “Não acredite nesses ‘vazamentos’”. Portanto, de acordo com o dirigente, a informação não corresponde com a realidade trabalhada pela diretoria.

Negociação com patrocinador

Flamengo vai em busca de um novo patrocinador master (Foto: Divulgação)

Apesar de negar negociação com a Alibaba, Flamengo não está parado no mercado. Pelo contrário, a busca por um novo patrocinador está a todo vapor. No entanto, os melhores valores ainda estão sendo estudados. Neste momento, BAP e Gustavo Oliveira trabalham dentro dessa perspectiva. O primeiro, aliás, se encontra em viagem para negociar com um possível patrocinador master.

Segundo informações da FOX Sports, Flamengo está encaminhando um acerto com uma montadora asiática de automóvel. No entanto, ainda não há qualquer confirmação sobre o assunto. Por outro lado, o clube carioca está em difícil negociação com a Caixa. Desde 2013 investindo no Fla, a estatal realinha seu orçamento em marketing. Fator que vem colocando em risco todos os seus incentivos ao esporte.

Portanto, diante da indefinição, Flamengo decidiu não usar a logomarca da empresa na Florida Cup. Por isso, a equipe vai entrar em campo com uniformes sem patrocínio master. Mesmo que ainda haja uma conversa em curso, a decisão é não utilizar a estatal no torneio internacional. Agora, os rubro-negros buscam solucionar a questão antes do início da Copa Libertadores.

 

Em busca de títulos, Flamengo investe em salários milionários