Inter e River caem no mesmo grupo e D’Alessandro reencontra ex-time

O reencontro entre D’Alessandro e o River Plate, clube de seu coração e onde também é ídolo, vai acontecer na fase de grupos da Taça Libertadores de 2019. Juntamente com Alianza Lima, do Peru, e um time vindo da fase eliminatória (pode ser o São Paulo), Inter e River estão no grupo A da competição. O time argentino é o atual campeão e, nesta terça, foi eliminado do Mundial de Clubes pelo Al-Ain, dos Emirados Árabes.

Do Inter para o River, do River para o Inter

O duelo entre as duas equipes do coração de “D’Ale” deve ser logo na primeira rodada, no Estádio Monumental de Nuñez. Porém, o camisa 10 do Colorado não vai reencontrar a torcida que tanto o ama. Por causa das confusões na final da Libertadores, que acabou transferindo o jogo para Madri, o River foi punido pela Conmebol e terá que jogar duas partidas em casa com os portões fechados.

O jogador, inclusive, durante a passagem do River Plate por Porto Alegre, onde eliminou o Grêmio da última Libertadores, foi ao hotel da equipe para recepcionar os jogadores. D’Alessandro foi campeão da competição com Inter, em 2010.

D'Alessandro em ação pelo River Plate

D’Alessandro comemora gol pelo River, em sua segunda passagem (Foto: Divulgação | River Plate)

Outro reencontro nesta partida será entre o atacante Scocco e a torcida do Internacional. O argentino não deixou muita saudade no Beira-Rio, mas no jogo entre as equipes no returno, deve atuar diante dos colorados.

Internacional e River Plate nunca se enfrentaram em uma competição internacional. Os encontros estão marcados para a Libertadores 2019.

Guerrero liberado?

O atacante peruano Paolo Guerrero, que ainda não estreou pelo Internacional por causa de uma suspensão por doping, pode reencontrar sua equipe de coração, assim como D’Alessandro.

Paolo foi revelado pelo Alianza Lima, onde atuou por 10 anos, até ser negociado com o futebol europeu. Sempre que pode, assiste aos jogos da equipe quando está no Peru. Sua suspensão vai até o dia 23 de abril, então resta ao jogador saber a data da partida contra a equipe peruana, no Estádio Alejandro Villanueva, que tem capacidade para 35 mil pessoas, para saber se vai reencontrar a torcida que o idolatra.

Guerrero em ação pelo Alianza Lima

Guerrero deixou o Alianza em 2002 (Foto: Divulgação | Alianza Lima)

Para conseguir a vaga na Libertadores, o Alianza teve a segunda colocação geral no ano no futebol do Peru. Nos torneios Clausura e Apertura, ficou com o vice-campeonato. Na final geral, contra o Sporting Cristal, também ficou em segundo.

São Paulo pode entrar

A última equipe a entrar no grupo A ainda não está definida. Porém, os integrantes já sabem o que podem esperar. O São Paulo, que enfrenta o Talleres, da Argentina, aguarda o vencedor do confronto entre Palestino, do Chile, e Independiente Medellín, da Colômbia. Os vencedores destes dois confrontos se enfrentam para ver que conseguirá a classificação para o grupo A.

Athletico terá altitude e o vice-campeão da Libertadores no grupo