Eleito melhor na final, Pity Martínez deixará o River após Mundial

O melhor jogador da final da Libertadores não fará parte do elenco do River Plate na temporada 2019. Pity Martínez, que fez o terceiro gol da partida, foi eleito o melhor em campo em Madri. Após o título, o camisa 10 confirmou o adeus para depois do Mundial de Clubes, que acontece entre 12 e 22 de dezembro nos Emirados Árabes.

Pity Martínez comemora o gol do título ( Foto: Getty Images )

O destino de Pity será os Estados Unidos. O jogador acertou sua transferência para o Atlanta United, atual campeão da MLS. O clube, até o último sábado, quando venceu o Portland Timbers na final, era treinado pelo também argentino Gerardo “Táta” Martino, que vai assumir a seleção mexicana.

“Não sei o que dizer. Vem um monte de coisas na minha cabeça. Vou sentir muita falta. Os momentos mais lindos eu vivi neste clube. E dar uma alegria às pessoas que encheram o estádio é maravilhoso. Vem a minha lembrança de criança, do quanto lutei para chegar até aqui. Vou jogar o Mundial, e o objetivo era esse. Quero dizer às pessoas que não vou seguir. É uma decisão muito difícil. O caminho segue. Agora é hora de festejar com os companheiros”, disse o jogador ao Jornal Olé.

Aos 25 anos, Martínez participou de importantes momentos com a camisa do River, principalmente nos últimos jogos da Libertadores. Contra o Grêmio, na partida de volta na Arena, foi dele o gol de pênalti que classificou a equipe para a final.

Sobre a nova equipe, ele foi bastante sincero ao revelar o motivo de sua escolha.

“Foi o time que acreditou em mim. As equipes da Europa não acreditaram em mim neste momento. Junto com meu empresário e minha família, pensamos que seria o melhor. É uma liga que vem crescendo muito e espero que possa continuar fazendo história no clube”, completou o camisa 10.

Pity deixa a Libertadores com três gols marcados, vice-artilheiro da equipe, juntamente com o colombiano Borré. O maior goleador da equipe campeã na competição foi Lucas Pratto, com cinco gols.

Carreira no River

Revelado pelo Huracán, Gonzalo Martínez chegou ao River Plate na temporada 2015. Com os “Millonários”, conquistou sua segunda Libertadores, assim como o treinador Marcelo Gallardo.

Além disso, foram três Copas da Argentina, uma Supercopa da Argentina e duas Recopas Sul-Americana.

Nesta temporada, atuou apenas 13 vezes (sem contar as partidas do Mundial que irá fazer). Foi atrapalhado por uma lesão, perdendo jogos importantes, como algumas partidas da fase de grupos da Libertadores.

Soma 33 gols com a camisa da equipe campeã da Libertadores e seu contrato vai até 2020, porém, o Atlanta deverá pagar a multa rescisória para tirá-lo do time argentino.

Dono da América! River vira na prorrogação e conquista a Libertadores