São Paulo aguarda eleições no Fla para avançar com Arão

O resultado das eleições no Flamengo não interessam só à torcida rubro-negra. O São Paulo aguarda o fim das eleições no Flamengo para voltar a negociar pelo volante Willian Arão. Rodolfo Landim, Ricardo Lomba, José Carlos Peruano e Marcelo Vargas disputam quem será o novo presidente do Mais Querido. Assim que eleito, o mandatário irá definir qual será o destino do jogador.

Arão cresceu na reta final de 2018

Contratado em 2016, Willian Arão teve um excelente início pelo Flamengo. O volante foi um dos destaques da campanha da equipe no Campeonato Brasileiro daquele ano. Além disso, bom rendimento do jogador fez com que ele fosse eleito o melhor volante do torneio, em uma importante premiação do futebol nacional.

Entretanto, Willian Arão caiu drasticamente de produção nas temporadas seguintes. Com isso, o volante acabou perdendo espaço para Lucas Paquetá. O jogador chegou a ficar perto de acertar com o Olympiakos-GRE, na última janela de transferências. Mas, por conta de questões salariais, Arão acabou permanecendo no Flamengo.

A permanência fez bem a Willian Arão, que passou a ganhar oportunidades com o técnico Dorival Júnior. Homem de confiança do treinador, o volante cresceu de produção e foi peça importante na reta final do Campeonato Brasileiro. O bom rendimento chamou a atenção do São Paulo, que quer ter o jogador na próxima temporada.

Cria da base, Arão pode voltar ao São Paulo depois de oito anos

(Foto: Reprodução | FPF)

Willian Arão (E) nos tempos de São Paulo: volante foi campeão da Copa São Paulo (Foto: Reprodução | FPF)

Formado nas categorias de base do São Paulo, Willian Arão foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2010. A equipe contava com nomes como Casemiro e Lucas Moura. Logo depois, o volante assinou com o Espanyol-ESP, sem nem ter passado pelo time profissional do Tricolor Paulista.

Tendo jogado apenas no time B do Espanyol, Willian Arão só estreou profissionalmente quando foi contratado pelo Corinthians, em 2012. Oito anos depois de passar pelo São Paulo, o volante pode voltar à equipe para ser uma das peças importantes da equipe de André Jardine. Segundo homem de meio de campo, Arão chega para brigar por posição com o jovem Liziero, única opção da equipe.