Revanche? Flu e SESC se enfrentam na Superliga

, Outros Esportes

Nesta sexta-feira (07), o Fluminense enfrenta o SESC-RJ pela sexta rodada da Superliga Feminina de Vôlei. As duas equipes se reencontram um mês depois da decisão do Campeonato Carioca, vencido pelo Rio de Janeiro, sem clima de revanche. O duelo será às 19h15, horário de Brasília, na Jeunesse Arena.

SESC aposta no bloqueio

Donas da casa, as meninas do SESC-RJ buscam a liderança da Superliga Feminina de Vôlei. Caso vença o Fluminense, sem o tie-break, a equipe toma o primeiro lugar do atual campeão Praia Clube. E, para isso, o Rio de Janeiro aposta na força do bloqueio. Afinal, o time tem duas das melhores bloqueadoras do campeonato.

Mayhara e Juciele estão entre as cinco maiores bloqueadoras da Superliga Feminina de Vôlei. Juntas, as duas têm 31 pontos de bloqueio na competição. Com tanta força, as equipes vêm encontrando dificuldades para atacar o paredão do Sesc-RJ.

Fluminense prega respeito

Com um jogo a menos na Superliga, o Fluminense está em 4º lugar na Superliga, com 10 pontos. Uma vitória sobre as rivais do SESC-RJ pode fazer o Tricolor, não só passar o Rio de Janeiro, como chegar ao segundo lugar. Assim, a equipe encostaria nas líderes do Praia Clube. Para isso, o Fluminense rechaça o clima de revanche.

Derrotado pelo SESC, na final do Campeonato Carioca de Vôlei Feminino deste ano, por 3 sets a 2, o Fluminense prega respeito ao adversário. O técnico da equipe Hylmer Dias afirmou que espera um jogo difícil contra a equipe do Rio de Janeiro. Além disso, o treinador exaltou o colega do SESC, Bernardinho.

“Vai ser um jogo duríssimo, contra uma equipe campeã e que, na minha visão, possui o melhor técnico do mundo. Temos conseguido jogar de igual pra igual essa temporada. Então, a expectativa é de tentar fazer novamente um bom jogo. Mesmo que a gente saiba da qualidade do adversário”, disse o treinador Hylmer Dias.