Tudo igual na Colômbia. Atlético-PR e Junior vão decidir em Curitiba

Na primeira partida da grande decisão da Copa Sul-Americana, empate. Atlético-PR e Junior Barranquilla ficaram no 1 a 1 na Colômbia e, agora, vão decidir o título em Curitiba, na quarta-feira da semana que vem.

Com um primeiro tempo apagado, as duas equipes deixaram as emoções para o começo da segunda etapa. Logo aos quatro minutos, o atacante Pablo deixou o Atlético-PR em vantagem e mais próximo do título inédito. Ele recebeu de Nikão, invadiu a área e mandou para o gol.

Cirino e Jonathan na marcação colombiana ( Foto: Reprodução | Twitter )

Porém, uma preocupação com o jogador. Pablo deixou o campo dez minutos depois com uma lesão na panturrilha e preocupa para a partida de volta.

“Muito feliz com o gol, mas eu senti um pouco mais forte, mas agora é tratar e espero sim jogar o próximo jogo. Imaginei (o gol) e pedindo a Deus que pudesse me abençoar e a equipe, porque é um momento único jogar uma final de Sul-Americana”, disse ele.

Ao deixar o gramado, o jogo já estava empatado. Logo após o gol do Furacão, o Junior Barranquilla conseguiu igualar o placar. Jonathan recuou mal a bola, que sobrou para Yony González marcar para a equipe colombiana.

Aos 26, o Junior teve a chance de virar a partida em uma cobrança de pênalti. O atacante Rony, que havia substituído Pablo, derrubou Gutierrez na área e o árbitro peruano Diego Haro marcou a penalidade máxima.

Pérez cobrou com força e acertou o travessão de Santos, que nem se mexeu. Depois do lance, a partida deu uma esfriada e ficou nisso.

Nenhum dos três jogadores do Furacão (Lucho, Cirino e Renan Lodi) que estavam pendurados levou cartão amarelo. Se puder contar com Pablo, o time não terá nenhum desfalque na partida de volta. Já o Junior terá a volta do artilheiro Téo Gutiérrez, que cumpriu suspensão.

Na próxima quarta-feira, às 21h45 (Brasília), a Arena da Baixada vai receber a grande decisão. Quem vencer, fica com o título. Na final, não existe o gol qualificado, portanto, qualquer empate, leva o jogo para a prorrogação e, caso persista, a decisão irá para os pênaltis. Todos os ingressos já estão esgotados.

Boca Juniors desembarca em Madri para a decisão