Cutrone, o jovem artilheiro que será abastecido por Paquetá no Milan

Aos 20 anos, Patrick Cutrone é a bola da vez no Milan. Formado nas categorias de base, ele estreou no profissional há pouco mais de um ano e meio e já soma 25 gols, em 63 jogos pela equipe, com uma média de 0,4 gol por partida.

Números pequenos? Nada disso. Apesar de a fase do Milan nos últimos anos não ser das melhores, ele deve, em breve, ultrapassar grandes nomes da história da equipe rossonera em número de gols, como Rijkaard (36), Savicevic (34), Papin (31), Leonardo e Boban (30).

Dos jogadores que passaram pelo clube nos últimos anos, também deve superar Ronaldinho (36), Bacca (34), Balotelli (33), Robinho (32) e Bonaventura (31).

Para este número de gols ficar ainda maior, Cutrone vai precisar contar, e muito, com a ajuda de Lucas Paquetá que, em janeiro, se junta ao elenco do Milan. O jovem é o artilheiro da equipe na temporada, ao lado de Gonzalo Higuaín, porém, com menos minutos jogados. O argentino atuou por 1199 minutos, enquanto o italiano jogou apenas 793.

Nesta temporada, Cutrone marcou sete vezes, todas no San Siro. De todos os seus gols até agora (25), somente cinco foram marcados como visitante. Foram três gols no Campeonato Italiano e quatro na Liga Europa.

Pela seleção italiana, estreou em março de 2018, em um amistoso contra a Argentina, realizado em Manchester, que terminou com derrota dos italianos por 2 a 0. Cutrone entrou aos 29 minutos do segundo tempo, no lugar de Ciro Immobile, atacante da Lazio.

Além da seleção principal, soma passagens por todas a categorias de base da Azzurra.

Milan quer Paquetá logo

Tentando subir na tabela de classificação, onde ocupada a quarta posição, quatro ponto atrás do rival Inter de Milão, o Milan busca uma vaga direta para a Liga dos Campeões, competição que não disputou muitas vezes nos últimos anos. Essa ajuda pode vir diretamente através da chegada de Lucas Paquetá. Por isso, o Milan quer o ex-jogador do Flamengo o quanto antes.

A urgência se dá pela grave lesão de Lucas Biglia. Dono da posição, o atleta deve ficar fora da equipe rossonera por até quatro meses. Por isso, a expectativa sobre a chegada de Lucas Paquetá se multiplicou. Tanto que na imprensa italiana, o brasileiro é comparado a Kaká e definido como “artilheiro, driblador, criativo e preciso nos passes”. Portanto, brigando por vaga nas competições europeias, Milan busca se recompor e enturmar Paquetá o quanto antes no grupo.

Imediatamente! Milan tem pressa por Lucas Paquetá