Definidos árbitros do primeiro jogo da final da Sul-Americana

A Conmebol divulgou a equipe de arbitragem escalada para a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, na próxima quarta-feira, entre Junior Barranquilla e Atlético-PR, na Colômbia.

Diego Haro, do Peru, vai ser o juiz principal da partida. Ele será auxiliado por Jonny Bossio e Victor Raez, também do Peru. O quarto árbitro será Carlos Orbe, do Equador. Na equipe do VAR, o comando fica por conta de Gery Vargas, da Bolívia, juntamente com Alexis Herrera, da Venezuela, e Carlos Astroza, do Chile. O observador do VAR será Dario Ubriaco, do Uruguai.

Aos 35 anos, Diego Haro vai apitar apenas sua terceira partida nesta edição da Copa Sul-Americana. Na segunda fase, comandou a partida em que o Santa Fé, da Colômbia, venceu o Rampla Juniors, do Uruguai, por 2 a 0. Nas oitavas de final, apitou a vitória nos pênaltis do Deportivo Cali, da Colômbia, sobre a LDU Quito, do Equador.

Esta é sua terceira edição de Copa Sul-Americana. A estreia foi em 2016, na eliminação do Flamengo, em casa, para o Palestino, do Chile, por 2 a 1.

Na primeira partida da Sul-Americana deste ano, distribuiu oito amarelos e dois vermelhos. Já na segunda e última foram sete amarelos e um vermelho. Portanto, é um árbitro que tem o hábito de tirar o cartão do bolso.

Ingressos para a finalíssima esgotados

A primeira partida, na Colômbia, ainda nem aconteceu, e a torcida do Atlético-PR já esgotou todos os ingressos do jogo de volta, que será na quarta-feira seguinte, dia 12 dezembro, em Curitiba.

O Furacão começou a disponibilizar as entradas na última sexta-feira e, no mesmo dia, todas acabaram. Os ingressos foram todos vendidos pela internet, com os valores de R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Por isso, não haverá nenhuma venda física nas bilheterias da Arena da Baixada.

O torcedor que adquiriu as entradas online precisará fazer a troca nas bilheterias do estádio a partir de segunda-feira (3).

River se recusa a jogar final em Madri