Maradona pede que Conmebol dê título ao Boca

Maior ídolo da história do Boca Juniors e do futebol argentino, Diego Maradona fez um apelo à Conmebol em suas redes sociais. O ex-camisa 10 pede que a entidade dê o título de campeão da Libertadores para o Boca.

Em sua conta no Instagram, Maradona escreveu:

“Espero que a Conmebol atue de forma séria e defenda a Libertadores para o Boca. Além do amor que tenho pelo clube, há um regulamento que deve ser cumprido. As sanções são claras, e isso é uma gota de água quando chegamos os pontos para nós, em 2015. Eu gosto de ganhar no campo, mas, quando as regras não são respeitadas, tem que haver uma punição. E essa punição seria dar pontos para o Boca”.

Uma nova data para o segundo jogo da final ainda não foi definida. Nesta terça, Daniel Angelici, presidente do Boca, e Rodolfo D’Onofrio, mandatário do River, farão uma reunião para tentar ver uma nova data. A Conmebol também ainda não possui esta definição.

Presidente da FIFA se pronuncia

Em Buenos Aires para a grande final, Gianni Infantino, presidente da FIFA, se pronunciou a respeito do que se foi falado sobre ele ter exigido que a partida fosse disputada no fatídico sábado.

Em entrevista ao jornal argentino La Nación, Infantino negou qualquer palavra sobre este assunto.

“Quero deixar claro, devido a uma série de falsos rumores disseminados, que não pedi em momento algum para que a partida fosse jogada”, disse o mandatário.

Infantino se manifesta sobre falsas declarações ( Foto: Reuters )

Outro assunto bastante comentado em Buenos Aires seria em relação a algumas ameaças que o presidente teria feito aos clubes, para puni-los caso não jogassem.

“Nem ameacei alguém com sanções disciplinares caso o jogo não acontecesse. Qualquer decisão sobre o jogo passa pela Conmebol, nunca pela FIFA”, completou.

Final na Itália?

Em meio a tanta confusão, uma brincadeira gerou um pouco de descontração neste conturbado momento vivido por River, Boca e Conmebol. A cidade italiana de Gênova , através de uma carta do secretário de Esportes de Gênova, Stephen Anzalone, convida os presidentes do River Plate, Rodolfo D´Onofrio, do Boca Juniors, Daniel Angelici para disputar a decisão no Estádio Luigi di Ferraris.

“Ficaríamos muito orgulhosos de sediar grandes clubes como Boca e River e recebê-los em nossa cidade no que é, de certa forma, também a sua primeira casa”, disse Anzalone.