Conmebol sorteia grupos da Libertadores Feminina

, Outros Esportes

A Conmebol sorteou os grupos da 10ª edição da Copa Libertadores Feminina. Este ano, a competição será realizada, em Manaus, capital do Amazonas, com 12 equipes. Os times foram divididos em três grupos com quatro integrantes. O Brasil tem três representantes na competição. Campeão da América no ano passado, o Audax, se junta ao campeão brasileiro Santos e ao time-sede Iranduba na competição.

Campeão em 2017, Audax é cabeça de chave

Campeão da última edição da Copa Libertadores Feminina, o Audax foi um dos cabeças de chave da competição. Após vencerem os seus respectivos campeonatos nacionais, as chilenas do Colo-Colo e as argentinas do Urquiza fecharam a trinca do Pote 1. Apenas campeões nacionais, além do time do país-sede e o atual vencedor da competição continental garantem vaga para a Libertadores feminina.

As brasileiras do Audax caíram no grupo A. As meninas enfrentam o Union Española-EQU, o Atlético Huila-COL e Peñarol-URU. Já no Grupo B, o Colo-Colo-CHI terá pela frente, o Santos, o Sport Girls-PER e o Deportivo ITA-BOL. No Grupo C, as argentinas do Urquiza pegam o Cerro Porteño-PAR, o Flor de Patria-VEN e a equipe brasileira do Iranduba.

Competição começa em duas semanas

A Copa Libertadores Feminina começa no próximo dia 18. As líderes de cada grupo avançam diretamente para as semifinais da competição. Além disso, a melhor segunda colocada também se garante entre as quatro melhores da América do Sul. A decisão da Libertadores Feminina será no dia 2 de dezembro, na Arena da Amazônia.

Além da Arena da Amazônia, que foi palco de jogos da Copa do Mundo de 2014, outros dois estádios recebem a Copa Libertadores Feminina de 2018. O Estádio da Colina, casa do São Raimundo, que tem capacidade para pouco mais de 10 mil pessoas, e o Estádio Municipal Carlos Zamuth, que é utilizado pelas grandes equipes do estado, com cinco mil lugares.

Kleiton Lima critica estrutura do futebol feminino no Brasil