Branco é o novo Coordenador das categorias de base da Seleção Brasileira

Nesta quarta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol, através de seu site oficial, anunciou que o ex-lateral-esquerdo Cláudio Ibraim Vaz Leal, mais conhecido como Branco, tetracampeão mundial pela Canarinho na Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, será o novo Coordenador das categorias de base da Seleção Canarinho.

“O Branco chega para cumprir dois conceitos cruciais da base: preparar com eficiência nossos jovens valores para integrar o time principal e conquistar os títulos que notabilizam o Brasil. Que ele traga sua experiência e seu estigma de vencedor”, declarou Rogério Caboclo, Diretor Executivo da CBF.

Volta

Branco já ocupou o cargo de Coordenador das categorias de base da Seleção Brasileira entre 2003 e 2007, conquistando os seguintes títulos: Pré-Mundial Sub-20 (2003); Mundial Sub-20 (2003); Copa Internacional do Mediterrâneo Sub-18 (2003); Copa Sendai Sub-18 (2003); Mundial Sub-17 (2003); Copa Internacional do Mediterrâneo Sub-15 (2003); Sul-Americano Sub-15 (2005); Sul-Americano Sub-17 (2005) e Sul-Americano Sub-20 (2007). O ex-jogador, de 54 anos, comentou o seu retorno à função.

“Estou feliz em voltar, muito animado. Chego para fazer um trabalho alinhado com a Coordenação da Seleção Principal, acompanhando de perto as competições e jogadores da base e mantendo uma interlocução próxima com os clubes”, disse.

Branco também foi Diretor Executivo do Fluminense, onde conquistou a Copa do Brasil de 2007 e foi vice-campeão da Libertadores da América de 2008 e da Copa Sul-Americana de 2009, e técnico do Figueirense, de Santa Catarina, Guarani, de Campinas, e Sobradinho, do Distrito Federal.

Jogador

Pela Seleção Brasileira, Branco disputou 78 partidas. Foram 50 vitórias, 16 empates e 12 derrotas. O ex-lateral-esquerdo marcou dez gols com a amarelinha e conquistou a Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, e a Copa América de 1989, no Brasil.

Natural de Bagé, no Rio Grande do Sul, o ex-jogador foi revelado pelo Guarany, clube de sua cidade natal, e acumulou passagens por Fluminense, Grêmio, Corinthians, Flamengo, além de times da Itália, Portugal, Inglaterra e Estados Unidos.

Tite, sobre renovação da Seleção: “É difícil montar a equipe”

Deixe uma resposta