Neymar lamenta ausência de Messi em amistoso com o Brasil

No duelo entre Brasil e Argentina amanhã (16), às 15h (de Brasília), no Estádio King Abdullah Sports City, em Jidá, na Arábia Saudita, os Hermanos não contarão com o craque Lionel Messi. Nesta segunda-feira (15), o camisa 10 da Seleção Brasileira, Neymar, afirmou que independente da ausência do astro argentino, a equipe adversária tem qualidade e conta com bons jogadores. O atacante rechaçou o favoritismo brasileiro por este motivo.

“Para quem é amante de futebol, ter Messi fora de um jogo como esse é ruim, mas para nós, é bom. Sempre ressaltamos a qualidade da Argentina, dos jogadores que existem na seleção argentina hoje. É um jogo muito difícil, temos que fazer nosso papel, nosso trabalho, e é sempre gostoso de jogar. Favoritismo não existe”, declarou.

Escalação

Tite durante treino da Seleção Brasileira

Tite não antecipou a escalação do Brasil para o amistoso contra a Argentina (Foto: Lucas Figueiredo | CBF)

Tite fechou o treino para a imprensa e faz mistério quanto a escalação da equipe para o principal duelo sul-americano. O treinador explicou o porquê de não revelar o time que vai a campo.

“Eu não me sinto muito confortável, porque não é a minha praia, mas em algumas circunstâncias, é importante. Não quero, se não tenho os atletas definidos, dar ao adversário a oportunidade de conhecer a escalação, até neste momento em que não temos esquema definido”, disse.

No entanto, Tite deve mandar a Seleção Brasileira a campo com a seguinte formação. Alisson, Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Arthur (Fred), Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Roberto Firmino.

Sendo assim, Ederson, Fabinho, Eder Militão, Pablo, Alex Sandro, Walace, Fred (Arthur), Malcom, Lucas Moura, Richarlison e Gabriel Jesus ficam como opções no banco de reservas.

Arbitragem

A equipe de arbitragem do clássico será toda da Alemanhã. Felix Brych apita, auxiliado por Mark Borsch e Stefan Lupp. No VAR (sigla em inglês de video assistant referee ou árbitro assistente de vídeo), Gunter Perl e Robert Hartmann.

Maestro do Tri questiona Neymar na Seleção

Deixe uma resposta