Miranda vê com naturalidade renovação na Seleção

Após vencer a Arábia Saudita por 2 a 0 na última sexta-feira, o Brasil agora se prepara para o clássico contra a Argentina. As duas seleções passam por processo de reformulação. O zagueiro Miranda, de 34 anos, voltou à Seleção Brasileira após ficar fora da primeira convocação depois da Copa do Mundo. O defensor da Internazionale, da Itália, elogiou a mescla de jogadores jovens e experientes que Tite vem realizando.

“É importante essa chegada de novos jogadores, essa mescla de alguns remanescentes. Serve como aprendizado, experiência para os novos, e nós conseguimos manter um nível, um padrão muito elevado. Então acho que tendo em vista todos esses argumentos, no final o Tite vai decidir e esperamos que seja por quem estiver melhor, independentemente da idade”, declarou.

Zagueiro que mais atuou desde que Tite assumiu a Seleção Brasileira, Miranda espera jogar em alto nível até o final da carreira. O atleta contou como mantém a forma para seguir exibindo um bom futebol.

“Trabalho com nutricionista, fisiologista. Hoje um jogador pode chegar em alto nível aos 38, 39 anos, pela evolução do futebol em todas as áreas. Esse é meu objetivo, jogar em alto nível enquanto estiver jogando”, disse.

Messi

Danilo durante treino da Seleção Brasileira

Danilo minimizou a ausência de Messi no clássico entre Brasil x Argentina (Foto: Lucas Figueiredo | CBF)

Para o amistoso contra o Brasil, a Argentina não contará com o seu principal jogador, o craque Lionel Messi. No entanto, o lateral-direito Danilo destacou que mesmo com a ausência do camisa 10 do Barcelona, do outro lado é a Seleção Argentina que estará em campo.

“Se o Messi não está jogando, é um diferencial negativo para eles. Ele tem uma qualidade inigualável. É claro que a motivação contra ele está nas alturas, é preciso estar concentrado o tempo todo para enfrentá-lo. Mas temos que deixar isso de lado e pensar que é a Argentina”, concluiu.

Brasil e Argentina se enfrentam nesta terça-feira (16), às 15h (de Brasília). A partida será realizada no Estádio King Abdullah Sports City, em Jidá, na Arábia Saudita.

“Foi lamentável”, diz René Simões sobre Neymar na Copa do Mundo

Deixe uma resposta