Além de Paquetá, Milan também tem jogadora brasileira

Thaísa, meia da seleção, também é jogadora do Milan. Assim como será Lucas Paquetá, a partir de janeiro.

Ela se tornou a primeira jogadora a vestir a camisa ressonara que, nesta temporada, iniciou uma equipe profissional de futebol feminino.

“Meu empresário entrou em contato comigo dizendo que o AC Milan estava montando uma equipe profissional e estava em busca de uma meio de campo experiente para fazer parte do elenco principal, com o intuito de formar uma equipe forte para buscar uma vaga na Liga dos Campeões do ano que vem. Fui convidada para visitar as instalações e conhecer o projeto. Vi que era um projeto sério e decidimos então começar as negociações”, disse em entrevista ao site da CBF.

Thaísa já estreou pela nova equipe com vitória. Com um placar de 3 a 2, o Milan bateu a Fiorentina.

Thaísa em ação pelo Milan (Foto: Getty Images)

Antes do Milan, ela já havia atuado em países com bastante tradição no futebol feminino, como Estados Unidos e Suécia, curiosamente, dois dos países em que Marta, seis vezes a melhor jogadora do mundo, já atuou (ainda atua nos Estados Unidos).

“Suécia, Islândia e Estados Unidos são países muito parecidos em seu estilo de jogo. Bola longa e muita força física. Já a Itália tem um estilo mais clássico ao meu ver. Muitas movimentações sem a bola, poucos lançamentos, treino tático quase todos os dias. Praticamente o oposto de todos os lugares que joguei. Então eu tenho certeza que será um ótimo aprendizado, estou ansiosa para esse belo desafio”, conta Thaísa.

 

Leia mais sobre a Seleção Brasileira:

Coutinho visa a Copa América: “Até lá, temos que formar uma base forte”

Deixe uma resposta