Em jogo morno, Brasil vence a Arábia Saudita

O Brasil foi a campo na tarde desta sexta-feira (12), contra a Arábia Saudita, com uma escalação bem diferente do meio para trás em relação a que disputou a Copa do Mundo deste ano. Este foi o terceiro amistoso após o Mundial da Rússia, que visa a preparação da Seleção para a Copa América do ano que vem. Em jogo morno, a equipe comandada pelo técnico Tite venceu por 2 a 0.

Muito criticado por não ter balançado as redes na Copa do Mundo, Gabriel Jesus, que retornou ao time após ficar fora dos dois primeiros amistosos da equipe, desencantou e marcou o tento brasileiro. Aos 42 minutos do primeiro tempo, Marquinhos recuperou a bola e passou para Neymar, que tocou em diagonal para o camisa nove entrar livre e tocar na saída do goleiro.

Na etapa final, Tite aproveitou para dar oportunidade a alguns jogadores. No intervalo, Lucas entrou no lugar de Fred. Aos 19 minutos, Casemiro foi substituído por Wallace. Aos 26, Arthur ficou com a vaga de Philippe Coutinho. E aos 27, Richarlison substituiu Gabriel Jesus no ataque. Aos 39, para evitar um gol do ex-jogador do Fluminense, o goleiro adversário, Al-Owais, colocou a mão na bola fora da área. Com o auxílio do VAR, o árbitro expulsou o arqueiro árabe. Já nos acréscimos, aos 50, Neymar cobrou escanteio e Alex Sandro subiu mais que a zaga para fazer 2 a 0 e dar números finais ao duelo.

A Seleção Brasileira volta a campo na próxima terça-feira (16), às 15h (de Brasília), em Jeddah, para clássico contra a Argentina.

FICHA TÉCNICA
ARÁBIA SAUDITA 0 x 2 BRASIL

Data: 12 de outubro de 2018, sexta-feira
Horário: 15h (de Brasília)
Local: King Saud University Stadium, em Riad
Árbitro: Danny Makkelie (Holanda)
Assistentes: Hessel Steegstra e Mario Diks
Cartão vermelho: Al-Owais
Gols: Gabriel Jesus, aos 42min do primeiro tempo, e Alex Sandro, aos 52min do segundo tempo
Público: 23401 presentes

ARÁBIA SAUDITA: Al-Owais; Al-Burayk (Al-Muwallad), Hawsawi, Al-Boleahi e Al-Shahrani; Al-Mogahwi, Ateef, Al-Faraj, Al-Bishi (Al-Shehri) e Al-Dawsari; Bahbir (Malayekah).
Técnico: Juan Antonio Pizzi.

BRASIL: Ederson; Fabinho, Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Casemiro (Walace); Coutinho (Arthur), Fred (Lucas Moura), Renato Augusto e Neymar; Gabriel Jesus (Richarlison).
Técnico: Tite.

Deixe uma resposta