Venda de Paquetá agita bastidores no Flamengo

, Destaque, Flamengo

Logo após se destacar na Copa SP de Junior, em 2016, Lucas Paquetá chegou ao elenco profissional do Flamengo. Ainda que já estivesse no grupo, o meia demorou a engrenar e alternou momentos de titularidade e banco de reservas. Mas, em 2018, tudo isso mudou. Vindo de boas exibições no fim da temporada passada, Paquetá assumiu o protagonismo neste ano. Titular absoluto do time rubro-negro, o camisa 11 atuou em 88 jogos e marcou 17 gols. Porém, sua passagem pelo Rio de Janeiro está perto do fim.

Nesta terça-feira, Flamengo anunciou a venda do jogador junto ao Milan. Segundo informações do canal Rafla Mengo e confirmada pelo Esporte 24 Horas, o clube italiano vai desembolsar R$ 143 milhões (35 milhões de Euros) para contar com o futebol do meia. Diante desses valores, Lucas Paquetá se tornou o segundo jogador mais caro da história rubro-negra. O atleta só fica atrás de Vinicius Junior negociado com o Real Madrid. Mas, o clube não ficará com o valor integral. Sendo dono de apenas 70% do jogador, a equipe carioca vai receber R$ 100 milhões.

Nos últimos meses, Lucas Paquetá foi cobiçado e alvo quase que diário do noticiário europeu. Por exemplo, clubes como Barcelona e PSG se mostravam muito interessados no futebol do meia. O clube francês, por sua vez, era considerado o favorito na disputa. Mas, o Milan foi mais incisivo e convincente. Principalmente, por conta do dirigente brasileiro Leonardo. O ex-jogador conduziu as conversas e fez a diferença para a decisão. Portanto, agora, Flamengo vai ter que aproveitar os últimos dez jogos do camisa 11 no clube.

Eduardo Bandeira de Mello na sade do Flamengo

Com receio de perder a eleição, Bandeira de Mello atrasou a negociação (Foto: Gilvan de Souza | Flamengo)

Bandeira de Mello atrasou a negociação

A negociação entre Milan e Flamengo já tinha se iniciado há semanas. Mas, o presidente Eduardo Bandeira de Mello buscou atrasar o desfecho da negociação. Principalmente, por conta do intuito de se eleger como deputado federal do Rio de Janeiro. Embora afirme que não use o clube com interesse pessoal, o dirigente ficou receoso que uma repercussão negativa afetasse seu desempenho na urna.

Contudo, Bandeira de Mello não conseguiu se eleger. O presidente do Fla teve 38.500 votos, o que foi insuficiente para tornar-se deputado. Portanto, as conversas se acentuaram nos últimos dias até o desfecho final. Agora, o jogador fará exames médicos para que o Milan possa divulgar a contratação. Além disso, o meio-campista deve se apresentar apenas em janeiro ao time italiano.

Ex-presidente crítica negociação

Em entrevista, ao Esporte 24 Horas, Kleber Leite já veio a criticar a diretoria rubro-negra. Diante da negociação de Lucas Paquetá, o dirigente voltou a subir o tom sobre a gestão de Bandeira de Mello. De acordo com o jornalista, em seu site, a venda da meia foi “estranha, e inoportuna para este momento”. Além disso, ressaltou que o valor foi muito inferior ao estipulado em contrato.

Kléber Leite crítica venda de Lucas Paquetá (Foto: Agência O Globo)

“Estranha na medida em que o valor anunciado – 35 milhões de euros – é bem inferior ao do estipulado em contrato, no caso de venda para o exterior (50 milhões de euros). E, ainda mais estranha, pelo fato de três clubes estarem interessados (PSG, Barcelona e Milan), leilão inevitável em que, através dele, se poderia chegar aos 50 milhões, conforme multa estipulada”, iniciou o ex-dirigente no seu texto.

Outro ponto abordado pelo ex-dirigente foi a velocidade da negociação. De acordo com Kléber Leite, a pressa em vender Lucas Paquetá pode afetar no rendimento do atleta ao fim da temporada.

“A pressa em vender também causa espanto, na medida em que fere a estratégia de venda pelo melhor preço, além de implicar em possível transtorno técnico, na reta final e decisiva do único título que podemos conquistar, neste ano magérrimo de glórias e robusto nas finanças”, concluiu.

Números de Lucas Paquetá

""

Em dois anos e meio de Flamengo, o meia já atuou em 87 partidas oficiais e marcou 17 gols. Até o momento, são 41 vitórias, 31 empates e 15 derrotas. Apesar de já se destacar no último ano, a atual temporada tem sido a melhor do carreira de Paquetá. Em 2018, a revelação rubro-negra entrou em campo em 48 partidas, marcou 11 gols e ainda deu seis assistências. Além disso, o jogador é o artilheiro e o segundo maior assistente do clube no ano.

Diante do bom desempenho na duas últimas temporadas, Lucas Paquetá conseguiu chegar à Seleção Brasileira. Logo após a Copa do Mundo, o meia foi convocado por Tite para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador. Apesar de ter atuações discretas, o atleta seria convocado novamente para as partidas contra Arábia Saudita e Argentina. Mas, após polêmica anterior, Tite optou por não convocar ninguém que pudesse estar na final da Copa do Brasil.

 

Eduardo Bandeira de Mello é digno de pena após vender Paquetá

Deixe uma resposta