Foz do Iguaçu quer receber o Japão na Copa América

, Copa América

A prefeitura de Foz do Iguaçu apresentou oficialmente a candidatura para receber a seleção japonesa de futebol durante a Copa América do Brasil, em 2019. O objetivo é que a cidade seja a sede de treinamento do Japão durante a primeira fase da competição. Em 2014, a seleção da Coréia do Sul se preparou na cidade para os jogos de grupo na Copa do Mundo realizada no Brasil.

O prefeito Chico Brasileiro apresentou a candidatura durante encontro recente com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Antônio Carlos Nunes de Lima, na sede da prefeitura. Estiveram presentes, além de políticos e autoridades, ex-jogadores, como Alcindo, que foi ídolo no Japão, Branco e Cafú, campeões mundiais pela Seleção Brasileira.

“Desde a realização do Mundial no Brasil, nossa estrutura turística e hoteleira se desenvolveu muito. Estamos ainda mais preparados para essa missão. Podemos oferecer, além das estruturas que já foram utilizadas, a adequação de outros espaços, além de condições técnicas de treinamento em alto nível, conforto e privacidade na hospedagem das delegações”, destacou o prefeito Chico Brasileiro.

Estádio ganha reforma e ampliação

Estádio Pedro Basso, conhecido como Flamenguinho, foi reformado e ganhou nova estrutura. (Foto: Divulgação | Flamengo EC)

O Estádio Pedro Basso, conhecido como Flamenguinho, foi o local de treinamento oferecido para receber a seleção japonesa. Como atrativo, a estrutura passou por modificações exigidas pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) em 2014. Na época, o campo padrão FIFA foi considerado um dos melhores entre os centros de treinamento de seleções da Copa do Mundo realizada no Brasil.

E mais: foram realizadas obras que incluem reforma e ampliação dos vestiários, além de investimento em nova iluminação e adequação dos gramados aos padrões exigidos pela Federação.

O ginásio foi totalmente reformado e recebeu nova cobertura. Foi construído um espaço para instalação dos equipamentos de fisioterapia e uma sala para reuniões da comissão técnica.

A academia foi equipada com modernos equipamentos concedidos em comodato ao Flamengo pela Movement, maior fabricante do Brasil. Os aparelhos ficarão no clube para servir aos projetos sociais e esportivos por dois anos, renováveis por mais dois anos.

O ginásio abriga o Mìdia Center, espaço para receber 200 jornalistas. O ambiente ganhou uma ampla sala de recepção e novos banheiros masculinos e femininos para portadores de necessidades especiais. E tem a logística do lado externo do estádio, com as asfalto, calçada, pintura e sinalização.

“Com a visibilidade positiva da vinda da seleção da Coreia do Sul, em 2014, aumentamos em mais de 60% o número de turistas sul-coreanos no Parque Nacional do Iguaçu. Saímos de um patamar de 7.914 turistas coreanos em 2013 para 12.891 no ano passado. Queremos fazer o mesmo com o Japão. Em 2017, recebemos pouco mais de 12 mil turistas japoneses. Após a Copa América, confirmada a vinda do Japão, pretendemos elevar esse número para mais de 20 mil visitantes anuais”, comentou o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Richarlison estará na Copa América, afirma ex-técnico

Deixe uma resposta