Richarlison estará na Copa América, afirma ex-técnico

De 2015, ano em que estreou na equipe principal do América Mineiro, até então, é meteórica a ascensão de Richarlison no futebol. Após deixar o time de Minas Gerais, o atacante passou por Fluminense, Watford, da Inglaterra, e Everton, do mesmo país europeu, até chegar à Seleção Brasileira. Convocado por Tite para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, o atleta foi novamente chamado pelo técnico e vestirá a camisa amarelinha nos duelos contra Arábia Saudita e Argentina. Até o momento, o jogador acumula 69 minutos em campo pelo Brasil e marcou dois gols.

O Esporte 24 Horas conversou com o ex-goleiro Marco Antônio Gonçalves Milagres, que treinou o atacante no Sub-20 do América Mineiro. O ex-arqueiro não se surpreende com o sucesso tão rápido de Richarlison e destacou que o mesmo já mostrava ser um jogador diferenciado desde as categorias de base.

“Com certeza, eu esperava, sim, que ele tivesse uma ascensão tão rápida quanto foi. Ele chegou no América em 2015, no sub-17. E ao assistir uma partida entre América e Atlético, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, foi o primeiro jogo que eu assisti dele, e o segundo jogo dele vestindo a camisa do América na base, em uma situação de ataque, ele deixou dois zagueiros do Atlético sentados no chão e fez um gol. Depois dessa partida, eu me reportei ao coordenador da base do clube na época, pedindo para que ele fosse levado para o Sub-20. Já que naquela oportunidade, o Sub-20 treinava no CT do Lanna Drummond, em detrimento que o sub-17 treinava no segundo CT que o América tinha, em Santa Luzia. E assim foi feito e ele passou a treinar conosco. E já na primeira e segunda semana, deu para aferir de perto o potencial que esse atleta tinha. De muita competitividade, muita qualidade técnica, de ser um atleta muito agressivo, da forma positiva da palavra, de finalizar bem, de ter um bom cabeceio. Então, já nas duas primeiras semanas, ele chamou essa atenção a mim. E já nesse ínterim, eu o coloquei na equipe titular. No primeiro jogo ele foi muito bem. No segundo jogo, contra a equipe do Araxá, ele já fez um gol. No terceiro jogo, ele já havia feito dois gols na partida. Foi onde, então, eu comuniquei na época ao auxiliar fixo do profissional, que era o Cláudio Prates, que hoje se encontra no Bahia, que ele fosse assistir um jogo nosso, porque haveria um atleta de muito potencial. No caso, o Richarlison. Ele foi ver e gostou. Na semana seguinte, um diretor nosso na época, que era o Professor Osvaldo, que era o diretor de futebol da equipe profissional do América em 2016, também assistiu um jogo nosso, do Sub-20. Ele viu o potencial do Richarlison, aí, na semana seguinte, a gente já o pinçou para a equipe profissional, de onde ele não saiu mais, e está na realidade que é hoje.”

Marco Antônio Milagres durante treino do América-MG

Marco Antônio Milagres treinou Richarlison nas divisões de base do América-MG (Foto: Divulgação | América-MG)

Copa América

Em 2019, a Copa América será disputada em solo brasileiro. Milagres acredita que Richarlison estará entre os convocados de Tite para a disputa da competição.

“Acredito piamente. Porque desde a ida dele para o Fluminense, já na primeira pré-temporada dele no clube, realizada nos Estados Unidos, ele já era destaque absoluto da equipe. Na ocasião, ele foi acometido de uma lesão. Se eu não me engano, ele trincou o 5º metatarso do pé, ou algo assim. Ou seja, naquela oportunidade, ele já vinha se destacando, fazendo gols na pré-temporada do Fluminense nos Estados Unidos, onde ele teve uma lesão e ficou parado por dois ou três meses. E depois, quando ele voltou a jogar, foi a sequência natural que todos conhecem. Mas acredito, sim, que ele vai disputar a Copa América no ano que vem, aqui no nosso país.”

Se a convocação for confirmada, o ex-goleiro revelou o que podemos esperar do atacante no torneio.

“Caso ele seja convocado, o que podemos esperar do Richarlison na Copa América é um atleta com um perfil bem diferente do que nós vemos em relação ao Gabriel Jesus, ao Douglas Costa e aos outros atacantes. É um atacante que além de primar pela agressividade, também é muito competitivo sem a bola. Ele se preocupa muito em jogar taticamente, ajudando a sua equipe, quando não detém a posse da bola, recuperar essa posse de bola com muita disciplina, muito afinco. É tipicamente o atleta moderno.”

Gigante europeu

Richarlison durante jogo do Everton

Ex-Fluminense, Richarlison foi a maior contratação do Everton para esta temporada (Foto: Divulgação | Everton)

Apesar de ser um clube tradicional na Inglaterra, o Everton não é considerado uma grande potência na Europa. Milagres tem grandes expectativas de que Richarlison seja titular da Seleção Brasileira na Copa América. Caso isto ocorra, ao término da competição, o atacante tem tudo para se transferir para um gigante europeu.

“Acredito, sim, que depois da Copa América, ele já possa ir para um gigante europeu. Porque eu tenho grandes expectativas que ele venha a ser titular na Copa América aqui no Brasil. Aí, naturalmente, as equipes grandes, os gigantes do futebol mundial, voltarão os olhos para ele e ele será alvo de disputa dessas grandes equipes”, encerrou.

Maestro do Tri questiona Neymar na Seleção

Deixe uma resposta